20 de junho de 2017

Maura Jorge confirma sua pré-candidatura ao governo, declara ''Estou decidida. Não tem mais volta”...


Surgiu a primeira adversária do governador Flávio Dino (PCdoB) para 2018. Enquanto Roberto Rocha (PSB) fica num lero-lero nas redes sociais criticando comunistas e Roseana Sarney (PMDB), fica esperando o cavalo selado passar, a ex-prefeita de Lago da Pedra, mostrou que tem atitude e coragem ao declarar que é pré-candidata ao governo do Maranhão. Em entrevista a este jornalista, Maura Jorge (PODEMOS) declarou: “estou decidida, não tem mais volta vou ser governadora”.
Maura Jorge já tem rodado o Maranhão escutando os anseios da população, que se mostra decepcionada com a promessa de mudança e que não veio. “A minha pré-candidatura não é uma vontade particular, não é uma imposição do meu partido, mas sim um grito e um apelo do povo para que tenha alguém que faça algo de diferente e traga melhorias para o nosso estado”,afirmou.
Política experiente com quatro mandatos de deputada estadual e dois de prefeita, Maura Jorge tem a experiência necessária e conhece bem o estado para finalmente colocar o Maranhão no rumo do desenvolvimento e progresso.
Nos próximos dias, a direção nacional do Podemos vem a São Luís fazer um grande ato de lançamento da pré-candidatura de Maura Jorge ao governo. A ex-prefeita já mostrou que não tem medo de homem e nem de cara feia, tanto que enfrentou o governador Flávio Dino, agora ela quer mostrar para todo o Maranhão, que pode fazer muito mais pelo povo maranhense.

15 de junho de 2017

Maura Jorge une governo e oposição em passagem por São Mateus…

Ex-prefeita e ex-deputada gerou grande repercussão em sua passagem pelo município; e foi destaque em programas de TV na região


A passagem da ex-deputada e ex-prefeita Maura Jorge (PTN), pelo município de São Mateus ganhou forte repercussão no município. Maura conseguiu reunir no mesmo palanque representantes do governo estadual e da oposição. E ganhou destaque também na programação das TVs locais. Eme entrevista, ela agradeceu a receptividade popular. Veja vídeo acima…

Prefeito de Lago do Junco afastado pela justiça e torna inelegível por 8 anos...

O Judiciário de Lago da Pedra determinou na tarde desta quarta-feira (14), em decisão liminar, o afastamento do prefeito do município de Lago do Junco (termo judiciário), Osmar Fonseca dos Santos, pelo prazo de 180 (cento e oitenta dias), proibindo sua entrada ou permanência na Prefeitura do Município. A decisão proferida pelo juiz titular da comarca, Marcelo Santana Farias, atende à Ação Civil Pública ajuizada pelo Ministério Público Estadual (MPMA).
Na ação, o MPMA narra que o gestor municipal vem, continuamente, negando informações solicitadas pelo ente ministerial em diversos procedimentos administrativos instaurados para apurar supostas irregularidades da administração municipal. “Apesar de devidamente notificado, não respondeu aos ofícios do órgão ministerial, o que configura omissão ao dever legal de prestar informações e afronta aos Princípios da Publicidade e Moralidade associados à gestão da coisa pública”, discorre.
Consta nos autos da ação de n.º 354-59.2017, que o prefeito Osmar Fonseca dos Santos não respondeu às requisições do Ministério Público nos procedimentos administrativos n. 12/2016, 31/2016, 34/2016, 35/2016, 36/2016, 37/2016, 40/2016, 41/2016, 05/2016; e nas notícias de fato n. 039/2016 e n.º 039/2016, que apuram, dentre outros, eventual ilicitude no processo de nomeação de assessor jurídico do Município de Lago do Junto, que supostamente teria ocorrido em desrespeito à ordem do concurso público anteriormente realizado, e a aplicação dos recursos públicos referentes ao convênio nº 069/2009-SECMA, firmado entre o Município e o Estado para a realização do Projeto “Carnaval da Maranhensidade 2009 é só alegria”.
Tais condutas, realizadas de forma “consciente e premeditada”, segundo afirmações do requerente, escarnecem o próprio sistema de Justiça, este último encarregado da defesa da probidade administrativa, incorrendo assim nas condutas previstas nos incisos II (retardar ou deixar de praticar, indevidamente, ato de ofício) e IV (negar publicidade aos atos oficiais), amos do art. 11, da Lei nº 8.429/1992.
Além do afastamento cautelar do prefeito Osmar Fonseca dos Santos, o magistrado determinou a intimação do presidente da Câmara de Vereadores de Lago do Junco, para em 24 (vinte e quatro) horas a contar da ciência da decisão, emposse o vice-prefeito interinamente no cargo de Prefeito do município. As instituições bancárias da cidade estão proibidas de realizar qualquer transação financeira em nome do prefeito afastado.
Outra Ação – O juiz Marcelo Farias também determinou o afastamento do prefeito de Lago do Junco, Osmar Fonseca dos Santos, em uma outra Ação Civil Pública de Improbidade Administrativa com Pedido Cautelar de Afastamento do Cargo, de n.º 900-17.2017, ajuizada pelo MPMA por condutas semelhantes. No processo, o magistrado ressalta que o caso ganha “contornos ainda mais sensíveis”, quando se considera que o réu foi condenado por captação ilícita de sufrágio e abuso de poder econômico, em Ação de Investigação Judicial Eleitoral tombada sob o nº 69.664/2016, a qual tramita na 74ª Zona Eleitoral. Nesta ação, Osmar dos Santos teve o seu mandato de prefeito cassado, além da pena de inelegibilidade por 08 (oito) anos

12 de junho de 2017

Prefeitura de Esperantinópolis terá que regularizar merenda escolar

13769475_264314073948820_2603845938647447091_n
Os desembargadores da 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) mantiveram sentença que condenou o Município de Esperantinópolis a adotar, no prazo de 60 dias, todas as medidas administrativas e legais para regularização do fornecimento de merenda escolar, adotando padrões higiênico-sanitários, medidas de higiene pessoal para os manipuladores dos produtos, estabelecimento e instrumentos, assim como em relação ao adequado armazenamento dos produtos de origem animal e correto descarte de resíduos.
A sentença mantida pelo órgão colegiado foi proferida pelo juiz Luiz Carlos Licar (Juizado Especial de Pedreiras), que fixou multa diária de R$ 1 mil pelo descumprimento das medidas.
O problema foi objeto de ação civil pública proposta pelo Ministério Público do Maranhão (MPMA), alegando que o Município de Esperantinópolis não fornece merenda escolar aos seus alunos de forma regular. O MPMA pediu a regularização do fornecimento de merenda a todos os alunos da pré-escola e ensino fundamental da rede municipal de ensino.
Após o julgamento antecipado da ação com sentença condenatória, o Município recorreu pedindo a reforma e improvimento da ação, sustentando que foi ajuizada em 2012 e os fatos que a motivaram já teriam sido sanados. Afirmou ainda que a ordem judicial caracterizaria indevida intervenção do Poder Judiciário em atos administrativos discricionários do Poder Executivo.
Ao analisar o recurso, o desembargador Guerreiro Júnior (relator), verificou no processo laudos de vistoria datados de setembro e novembro de 2015, rebatendo o argumento de que os problemas existentes em 2012 teriam sido sanados.
O magistrado frisou que a matéria trata da prestação do direito social à alimentação escolar nos primeiros anos do ensino público, expressamente previsto na Constituição Federal, que deixou de ser fornecida pelo Município às crianças e adolescentes da zona urbana e rural, conduta suficiente para autorizar a procedência da ação.
“Ao se recusar a efetivar os direitos referentes à alimentação e à dignidade de pessoa em desenvolvimento, o ente público está sendo omisso em relação ao seu dever de assistir àqueles que necessitam de priorização integral”, observou.
Guerreiro Júnior também rebateu o argumento de violação à separação dos poderes, já que houve inércia do Poder Executivo em cumprir seu dever constitucional de priorizar a garantia dos direitos das crianças e adolescentes.
O desembargador frisou o entendimento dos tribunais superiores, de que não se trata de invadir a atuação discricionária do Executivo, nos casos em que o Judiciário determina o cumprimento de obrigações constitucionais sobre direitos sociais.
“Em situações excepcionais como a delineada no caso dos autos, portanto, não há violação ao princípio da separação de poderes”, assinalou

Flavio Dino se pronuncia após declaração do superintendente da PF ...

Delegado federal Alexandre Saraiva
Delegado federal Alexandre Saraiva
O governador Flávio Dino sentiu um impacto com a reportagem do quadro “Cadê o Dinheiro Que Tava Aqui?” do programa do Fantástico, que foi ao ar ontem (11) na Globo.
O impacto foi tão forte ao governo, que Flávio decidiu se pronunciar em sua rede social sobre o assunto. Ele disse que a terceirização da saúde pública do Maranhão foi feita no passado – como sempre colocando culpa no governo Roseana. Disse ainda que está tentando mudar a realidade.
A motivação da manifestação de Flávio foi, na verdade, por conta da declaração do superintendente da Polícia Federal (PF) no estado, Alexandre Saraiva, ao repórter secreto Eduardo Faustini.
O delegado federal disse que “mudou o governo, mas a organização criminosa continuou a atuar, ignorando mandato, ignorando qual partido estivesse no poder.”
A declaração do superintendente da PF colocou o governo Flávio Dino na mesma vala comum do governo Roseana Sarney: ambos na mesma linha da corrupção.


Abaixo o pronunciamento do governador:



3 de junho de 2017

Maura Jorge participa de reunião em São Raimundo do Doca Bezerra

Ontem, sexta-feira (02), na parte da tarde, Maura Jorge participou da solenidade de posse do diretório do PODEMOS no município de São Raimundo do Doca Bezerra. A reunião foi realizada na sede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais daquele município e empossou o jovem enfermeiro Robson Uchôa como presidente do PODEMOS de São Raimundo.
Robson Uchôa e Maura Jorge
Assim como nos outros municípios por onde tem visitado, em São Raimundo, não foi diferente, Maura Jorge também foi prestigiada por vereadores, ex-vereadores, ex-prefeitos, lideranças políticas e comunitárias de povoados  e dos municípios vizinhos, Esperantinópolis, São Roberto e São José dos Basílios. Estes solicitaram a presença da presidente do PODEMOS, Maura Jorge em seus municípios e disseram aguardar ansiosos por este dia.
Continua...

A comunidade de São Raimundo que lotou o auditório do sindicato, ouviu atenta as palavras da presidente do PODEMOS, e pré candidata ao governo do estado, Maura Jorge, que ressaltou conhecer de perto aluta dos vereadores e o anseio da população, pois enquanto prefeita de Lago da Pedra pode presenciar e conviver de perto com os problemas que mais afligem a sociedade, principalmente do interior do estado e das zonas rurais dos municípios.

E é por isto que ela levanta essa bandeira, a bandeira de um povo que luta por dias melhores e uma sociedade mais justa. 


Aparecida Sales - TV Verdes Lagos

Cámara Municipal de Lago do Junco concede titulo de cidadã Juncoense a Maura Jorge, presidente do PODEMOS ...


Em sessão solene realizada na manhã dessa sexta-feira, dia 02 na Câmara de vereadores de Lago do Junco a ex-deputada estadual e atual presidente do PODEMOS, antigo PTN, Maura Jorge, foi homenageada com o título de cidadã Juncoense.

A sessão foi presidida pelo presidente da casa vereador Romildo Duarte, o qual expressou profunda admiração e respeito ao trabalho de Maura Jorge como Deputada Estadual.
O decreto legislativo de número 02 de 2017, de indicação da vereadora Josenita Soares, a Josa, como é conhecida popularmente, foi aprovado por 08 dos 09 parlamentares que compõe aquela casa.
A sessão além dos vereadores da oposição e situação contou também  a presença de vereadores e demais lideranças políticas da região..

Em sua fala na tribuna a ex vereadora Zezé, destacou benefícios como: Poços artezianos, estádio municipal e muitos outros que Maura Jorge destinou para Lago do Junco enquanto Deputada  Estadual, os quais justificam a entrega de título de cidadã juncoese a Maura Jorge.


Maura Jorge visivelmente emociada ao reencontrar amigos de várias gerações, lideranças que ladearam sua mãe Dona Raimundinha, ex-prefeita de Lago da Pedra por 04 mandatos e seu pai o saudoso Waldir Jorge um dos maiores lideres políticos do Médio Mearim, disse que pra ela foi uma honra receber essa homenagem e se declarou uma cidadã juncoense com muito orgulho. 

Aparecida Sales - TV Verdes Lagos

31 de maio de 2017

Paulo Ramos -Funcionário de banco e família são feitos reféns durante tentativa de assalto...


O funcionário da agência do Banco do Bradesco e a família dele foram feitos reféns no começo da noite de ontem, terça-feira (30) durante uma tentativa de assalto ao banco em Paulo Ramos (MA). De acordo com a Polícia Militar, cerca de cinco bandidos chegaram na residência do funcionário por volta das 18h00, ele seus familiares foram feito reféns durante várias horas; às 2h00 da madrugada de hoje (31), os criminosos levaram o funcionário até o banco com a intenção de levar o dinheiro.

A movimentação dos criminosos no interior da agência fez o alarme de segurança disparar. Eles ainda forçaram o cofre explodindo algumas dinamites; mas a ação criminosa não obteve sucesso; eles liberaram o funcionário, que não teve o nome divulgado e seus familiares e fugiram levando o carro da vítima.

Após a notícia do crime, a Polícia Militar da região, com apoio do 15º Batalhão de Bacabal, iniciou diligências para prender os criminosos. Mas sem êxito até o fechamento desta nota.

A agência amanheceu interditada, aguardando a perícia que deve ser feita pela Polícia Federal. 

Um morador de Paulo Ramos relatou mais detalhes da ação criminosa.




"Sequestraram o funcionário do banco do Bradesco por volta de 7 da noite de ontem e fizeram o mesmo de refém por mais de 8 horas dentro de sua residência. Os assaltantes depois de várias ameaça de morte contra o refém o levaram até  a agência bancária do Bradesco, pensando que o funcionário tinha a chave que dava acesso ao interior da agência, mas eles só não sabia que o funcionário tinha esquecido a chave dentro da agência. Fo ai que eles arrombaram a porta e adentraram no interior da agência, mas quando eles começaram a tenta arrombar o cofre, o alarme desparou e os assaltantes fugiram deixando pra traz todo material e muita destruição aqui na agencia do banco do Bradesco de Paulo Ramos", relatou.

Blog do Carkinhos

26 de maio de 2017

Maura Jorge: “Minha candidatura ao governo é um caminho sem volta”


Blog do Robert Lobatoconversou com a ex-deputada e ex-prefeita Maura Jorge, do Podemos (ex-PTN) na tarde de ontem, quinta-feira, 25, no seu escritório.
A pré-candidata está pra lá de animada com o projeto “Maura Jorge governadora 19” e avisa:
“Minha candidatura ao governo é um caminho sem volta. Sei que não é uma caminhada fácil, sei das dificuldades, tenho os pés no chão. Mas também tenho muita disposição para percorrer o estado e até dezembro ter o meu nome levado para todo o estado do Maranhão”.
Sempre com astral pra cima e muito simpática, Maura Jorge acredita que tem chances reais de disputar com competitividade o pleito de 2018 e lembra que a sua candidatura é uma das prioridades nacionais do Podemos, ao lado dos senadores Romário e Alvaro Dias, pré-candidato a governador do Rio de Janeiro e a presidente da República, respectivamente.
“O nosso projeto não apenas estadual, mas é uma prioridade nacional do Podemos. A presidente Renata Abreu já nos afirmou que o partido estará de olho no Maranhão porque acredita na viabilidade da nossa candidatura”, assegura.
Grupo Sarney
Maura Jorge afirmou que não teria qualquer problema de contar com o apoio do grupo Sarney e até ser a candidata da ex-governadora Roseana caso a peemedebista resolva não disputar a eleição do ano que vem. Aliás, a pré-candidata do Podemos teve encontro recente com Roseana e o ex-presidente José Sarney em Brasília, momento em que confirmou aos dois que vai mesmo concorrer ao Palácio dos Leões.
“Não tenho problema algum de receber um eventual apoio do grupo Sarney a minha candidatura, até porque não se pode negar as nossas relações e origens. Mas não estou preocupada agora com isso até porque não sei se a Roseana será ou não candidata, Minha preocupação agora, como disse, é levar o nome da Maura Jorge para todo o estado do Maranhão. Em relação ao grupo Sarney, estive com a ex-governadora Roseana e com o seu pai, o ex-presidente José Sarney, e os comuniquei sobre a nossa candidatura, até por uma questão de transparência e de lealdade”, pontou.
Como se pode ver, a mulher não está brincando de ser candidata à governadora do Maranhão e garantiu que o seu discuso na campanha não será contra ninguém, mas “a favor do Maranhão”.

25 de maio de 2017

Bacabal -Decisão do STF sobre eleições pode alterar cenário politico. ..


O Supremo Tribunal Federal (STF) analisará nos próximos dias uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) protocolada pelo PSD que questiona a previsão de novas eleições em todas as hipóteses de cassação de mandato de eleito.
O partido alega inconstitucionalidade dos parágrafos 3º e 4º do artigo 224 do Código Eleitoral, com a redação dada pela minirreforma eleitoral, por ferir o princípio da soberania popular.
Caso a legenda obtenha êxito na apreciação da matéria no STF, pode haver mudança no cenário político de Bacabal. Isso porque o prefeito Zé Vieira (PP) está no exercício do mandato por força de liminar.
Vieira foi o mais votado na eleição de 2016, mas teve o registro de candidatura indeferido pela juíza Daniela de Jesus Bonfim Ferreira, da 13ª Zona Eleitoral, e aguarda decisão sobre o seu futuro no município.
Em eventual cassação do mandato do pepista, poderá haver ou não novas eleições em Bacabal. Se a ação do PSD for acatada pelo STF, o deputado estadual Roberto Costa (PMDB) assume mandato. Se a ação for indeferida ou arquivada, a Justiça Eleitoral terá de organizar novo pleito na cidade.
Ação – A ADI protocolada pelo PSD no STF foi liberada para inclusão na pauta de julgamentos pelo ministro Luís Roberto Barroso.
No processo, o partido sustenta que na situação de cassação de mandato do eleito, o correto seria dar posse ao segundo colocado, sobretudo em municípios com menos de 200 mil eleitores. Ao determinar que sejam feitas novas eleições, de acordo com o PSD, a minirreforma não permite o máximo aproveitamento dos votos.
A ação também afirma que a jurisprudência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), tradicionalmente, só prevê novas eleições nos casos em que o pleito vai para segundo turno. Em eleições de colégios eleitorais menores e para o Senado, costumava entender que, cassado o eleito, assumia o segundo mais votado.
A ação do PSD deve julgada no STF junto com outro pedido de declaração de inconstitucionalidade do artigo 224, de autoria da Procuradoria-Geral da República (PGR).
No pedido da PGR está em jogo o mandato do presidente da República, Michel Temer (PMDB), que assumiu o comando do Executivo Nacional após o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).
O dispositivo constitucional afirma que, no caso de vacância dos cargos de presidente e vice-presidente da República, o próximo na linha sucessória deve assumir o governo e convocar eleições indiretas em até 90 dias. Na ação da PGR, o pedido é para que o Supremo defina que, no caso de cassação pela Justiça Eleitoral, as novas eleições sejam diretas.

Gilberto Leda

Presidente Vargas - morre o prefeito Herialdo Pelúcio no hospital UDI em São Luis. ..


Foi confirmada nesta quinta-feira (25), a morte do prefeito de Presidente Vargas, Herialdo Pelúcio (PCdoB). O gestor estava internado no Hospital UDI onde lutava contra um câncer de pulmão, mas infelizmente não conseguiu vencer essa batalha.
Herialdo Pelúcio descobriu a doença logo após o resultado das eleições de 2016, quando foi eleito com 51,98% dos votos válidos. Cearense de Fortaleza, Herialdo tinha 61 anos de idade.
Com a morte do prefeito Herialdo Pelúcio, caberá ao vice-prefeito da cidade, Wellington Uchôa (PEN), assumir em definitivo o comando da cidade de Presidente Vargas.
Herialdo Pelúcio é o segundo prefeito eleito e/ou reeleito em 2016 que, infelizmente, falece após o pleito eleitoral. No início do mês de março, morreu vítima de um infarto fulminante, o prefeito da cidade de Central do Maranhão, Epitácio Azevedo Flor (PSB) (reveja aqui).
Os familiares de Pelúcio ainda não confirmaram detalhes do velório e enterro do


Jorge Aragão